Tour de France 2022: a maior prova de ciclismo do mundo!

Atualizado: 24 de mar.

A 109ª edição do Tour de France, a principal e mais esperada prova de ciclismo mundial, já tem data para iniciar, acontecerá entre os dias 1 e 24 de julho, em pleno verão europeu!


O percurso do Tour de France de 2022 foi apresentado no dia 14 de janeiro em Paris, com uma cerimônia no Palais des Congrès, na qual estavam presentes o bicampeão Tadej Pogacar, o recordista em vitória em etapas Mark Cavendish além do bicampeão mundial Julian Alaphilippe.


Serão percorridos um total de 3.328 km, divididos em 21 etapas, show, né? O percurso envolve ao todo 4 países; Dinamarca, Suíça, Bélgica, e claro, a França.


O percurso foi considerado equilibrado e possui altas montanhas, além de 53km de contrarrelógio, três etapas iniciais na Dinamarca, a etapa de paralelepípedos até Wallers-Arenberg, que exigirá que os competidores em busca da melhor classificação geral sejam completos, capazes de se destacarem nas subidas e nas estradas largas.


Tirando vantagens utilizando as melhores bicicletas do mundo, além do vestuário desenvolvido com o que há de mais tecnológico no mercado!


O percurso do Tour de France!


O Tour de France 2022 terá início numa sexta-feira em Copenhague, totalizando uma distância de 13 km no centro da cidade, onde nomes como Primoz Roglic, Filippo Ganna, Wout van Aert e Stefan Küng poderão estar entre os favoritos a vestir a primeira camisa amarela.


A 2ª etapa continuará na Dinamarca, com uma rota até Nyborg e a 3ª etapa viaja ao sul, até Sønderborg, ambas etapas em estradas expostas contornando a costa.


Após o fim de semana, o pelotão terá um raro primeiro dia de descanso na segunda-feira, após três dias na Dinamarca. A competição retorna na terça-feira para a 4ª etapa, entre Dunquerque e Calais, na costa norte da França, este será um dia para os velocistas.


A 5ª etapa será em Wallers-Arenberg, com alguns trechos dos paralelepípedos da Paris-Roubaix.


A etapa terá 19,4 km de paralelepípedos, em 11 trechos, cinco inéditos tanto na Paris-Roubaix quanto no Tour de France.


A rota segue para a Bélgica, com a 6ª etapa. O Tour irá para a região dos Vosges para sua primeira chegada ao alto, em La Planche des Belles Filles.


A 7ª etapa será em Tomblaine – Super Planche des Belles Filles (montanha) a com um total de 176 km.


O pelotão segue para o sul em um terreno montanhoso rumo a Suíça para uma chegada em Lausanne completando assim a 8ª etapa.


O dia seguinte se inicia em Aigle antes de retornar à França, com a chegada na estação de esqui de Châtel, depois de uma subida constante, na 9ª etapa.


A segunda-feira será de descanso e o pelotão retorna após um dia para pedalar três etapas nos altos Alpes.


A segunda semana se inicia com a 10ª etapa, será entre alpina de Morzine à Megève, entre dois grandes resorts de esqui.


A 11ª etapa se inicia em Albertville e termina em Col du Granon, em alta altitude, acima da estação de esqui Serre Chevalier, a 2.400 m de altitude. A subida do Col du Granon possui 11,3 km e tem aproximadamente uma média de 9% de inclinação.


A 12ª etapa será exatamente igual a famosa etapa realizada em1986, que viu Greg LeMond e Bernard Hinault numa disputa ombro a ombro, passando pelo lado mais fácil do Galibier e, seguindo para o Col de la Croix de Fer antes da subida final ao Alpe D’Huez, que mede 13,8 km a 8,1 % de inclinação.


Depois das montanhas, a 13ª etapa segue para Saint-Etienne, em um dia que pode claramente favorecer os sprintistas.


No dia seguinte, a 14ª etapa será disputada de Saint-Etienne a Mende e, no domingo, a 15ª etapa encerra a segunda semana entre Rodez a Carcassone. Será um final de semana para os velocistas aparecerem!


A terceira e última semana iniciará com a 16ª etapa, até Foix, com duas subidas no final, até o topo do Port de Lers e do Mur de Peguère, antes da descida final.


As altas montanhas dos Pirineus marcam as disputas das 17ª e 18ª etapa, com chegada ao alto em Peyragudes e depois em Hautacam.


A 17ª etapa se inicia em Comminges e termina em Peyragudes. A etapa passa pelo Col d’Aspin, Hourquette d’Ancizan e Col de Val Louron-Azet antes da subida final (totalizando 8 km a 7,8%) e a última rampa íngreme.


A 18ª etapa, será marcado por mais um dia com chegada ao alto, em Hautacam, com 13,6 km a 7,8%. A etapa subirá o Col d’Aubisque e o Col des Spandelles.


Na 19ª etapa terá um dia plano, entre Castelnau-Magnoac e Cahors, na região de Occitanie.


No dia seguinte, na 20ª e penúltima etapa, as cidades vizinhas de Lacapelle-Marival e Rocamadour vão receber o contrarrelógio individual final de um total de 40 km, em um percurso pelos campos perto de Padirac.


O pelotão será transferido à Paris na manhã de domingo para a tradicional etapa final em torno da capital francesa.


A etapa se iniciará no Thoiry Zoo Safari, a oeste da cidade, e terminará com as tradicionais voltas na Champs-Elysées além da tradicional coroação do vencedor de 2022 sob o pôr do sol.



O prêmio aos vencedores do Tour de France.


A organização do Tour de France 2022, premiará às equipes e ciclistas com um total de 2,3 milhões de euros, incluindo o valor do prêmio final, no qual o vencedor da classificação individual geral levará para casa o montante de aproximadamente 500 mil euros.


Estamos ansiosos pela maior prova de ciclismo do mundo!


Gostou do nosso artigo? Nos conte aqui mais sobre o Tour de France.


Acesse nosso blog e fique por dentro das principais notícias do mundo do ciclismo!


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo