Medo de cair de bicicleta: como superar?

Atualizado: 24 de mar.

Adquirir habilidades para viver novos desafios, assim é na bike, como também na vida. O medo na bike está diretamente relacionado a nossa autoconfiança, e quando ainda não nos desenvolvemos tecnicamente é normal o receio frente às novas situações em diferentes terrenos.


Convenhamos, o ciclismo é um dos esportes mais apaixonantes que temos, ele te conecta com a natureza, te proporciona a sensação de liberdade e além do mais, te leva mais longe.


Seja nas trilhas mais rápidas de MTB como o Downhill ou nas mais técnicas de Pump Track, o sentimento de euforia é o mesmo.


Mas, mesmo com tudo que a bike nos proporciona, tem um fator que pode impedir as pessoas de experimentarem dessas sensações: O medo de cair!


Lá na Corcovas você encontra uma linha completa de vestuário desenvolvidos com a mais alta tecnologia e resistência necessária para que sua roupa não se rasgue, mesmo diante de uma queda, caso ocorra! Não se preocupe, você estará protegido.


Como você lida com o medo de cair de bicicleta?


O medo é uma reação comum do ser humano diante de uma situação de ameaça. E a forma como interpretamos uma determinada situação, é o que define se ela é uma ameaça ou não.


A trilha que pode ser ameaçadora para um ciclista iniciante, pode ser empolgante para alguém mais experiente. O que diferencia esses dois ciclistas é, basicamente, o nível de autoconfiança que vem com o tempo de experiência.


Por exemplo, a trilha com descidas e obstáculos para um iniciante é ameaçadora, porque ele tem baixa confiança em sua técnica.


As reações diante da ameaça debilitam o exercício, causam enrijecimento dos músculos, o que atrapalha a execução técnica, favorece o suor excessivo, o coração dispara, vem a falta de ar acompanhada da famosa sensação de frio na barriga e secura na garganta, ou seja, sensações altamente aversivas.


Já no caso dos ciclistas experientes, as mesmas adversidades serão sentidas e tratadas de forma totalmente oposta. Geralmente, ele se sente mais auto-confiante e enxerga a situação como sendo só mais um desafio no seu pedal.


E um desafio é algo a ser ultrapassado, e só percebemos um desafio quando entendemos ter capacidades para vencê-lo. A postura que temos diante de um desafio é diferente da que adotamos diante de uma ameaça.


No desafio nos sentimos estimulados, e nossos pensamentos mais comuns são do tipo "que adrenalina", "essa trilha é top". As sensações que acompanham esse ciclista normalmente são de euforia, de bem-estar.


Mas, vamos ser práticos e utilizarmos de algumas estratégias para lidarmos com o medo de cair.


Confira algumas dicas para vencer o medo da queda no seu pedal!


1) Além de existir no mercado profissionais bem capacitados que oferecem treinamento individuais, é importante sabermos que a experiência é adquirida na medida que nos expomos às diferentes situações nos pedais, aumentando nossa auto-confiança.


2) Conseguir realizar uma tarefa tendo um maior número de acertos do que de erros, é o que nos torna confiantes em sua realização. Tudo deve ser bem planejado, pois não é uma opção correr riscos desnecessários.


3) Para diferentes terrenos devemos utilizar diferentes técnicas, assim, entenda sobre elas. Anteceda, mentalize as situações, e só após faça uma tentativa. Mentalize as situações, imagine-se executando a técnica em um trecho já conhecido. E uma vez na trilha, antes de executar, mentalize novamente e faça a primeira tentativa.


4) Outra dica, é bem comum nos grupos de pedal ter aquele cara mais experiente em questões técnicas. Observe seus movimentos e peça para que ele vá num ritmo que você possa acompanhá-lo, tente seguir o traçado que ele faz.


Aos poucos você conseguirá ler as melhores linhas do terreno e quando menos perceber, estará cruzando lugares antes considerados difíceis. Aprendizagem por observação é muito eficaz.


5) Controle sua expectativa, não é porque um ciclista faz uma descida técnica parecer fácil, ela será. Fazer o difícil parecer simples necessita de muito treino.


Então, encare como um desafio e faça as coisas de maneira progressiva, não crie expectativas exageradas, para não gerar frustrações. Comece pelo simples e vá evoluindo, não pule estágios.


6) Diante de um novo desafio, faça uma leitura de suas condições. Sinta seus pontos de tensão e relaxe a musculatura, respire fundo para normalizar o consumo de oxigênio e controlar os batimentos cardíacos.


São exemplos de técnicas que auxiliam no controle de pensamentos desagradáveis que minam a nossa coragem e atitude.


E finalmente, saiba que o diferencial de um atleta campeão, na maioria das vezes é a capacidade de, frente aos "problemas" inerentes das competições, encará-los como um desafio e não como uma ameaça. Assim conseguimos pensar e agir de maneira mais adequada e assertiva.


Gostou do nosso post? Comente aqui!


Acesse nosso site e nosso blog! Fique por dentro de todas as novidades do mundo da bike!





















4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo